armazenagem estratégica

Armazenagem estratégica: saiba como aplicar e colha os benefícios

A armazenagem estratégica é um conceito fundamental para o sucesso das modernas empresas de logística. Isso porque impacta diretamente a organização do armazém ou centro de distribuição — local no qual se concentra boa parte dos investimentos do negócio. Sendo assim, é preciso entender como esse conceito funciona na prática.

Neste artigo, explicaremos o que é armazenagem estratégica. Mostraremos também como aplicá-la e os benefícios para as empresas. Acompanhe os próximos tópicos!

O que é armazenagem estratégica?

De acordo com o livro “Armazenagem estratégica: analisando novos conceitos”, escrito por Leonardo Lacerda, é preciso encarar a função do armazém de um ponto de vista estratégico. Para atingir esse objetivo, surgiu o conceito de armazenagem estratégica.

Em termos simples, significa a implantação de um conjunto integrado de ações que envolvem:

  • práticas de serviço ao cliente;
  • políticas de produção, transporte e estoque;
  • fluxo eficiente de materiais e produtos.

Dessa forma, o centro de distribuição ganha eficiência, otimização, recursos digitais inteligentes e redução de custos. Esses ganhos são essenciais para que a empresa se adéque ao novo cenário comercial, que exige processos rápidos, funcionais e pautados na transformação digital.

Além disso, fazem com que o negócio atenda as expectativas do consumidor moderno, que procura se relacionar com marcas que ofereçam a melhor experiência de consumo. Sim, a armazenagem estratégica é mais que um conceito, pois significa também o ingresso da empresa no futuro mercado comercial.

Como aplicar a armazenagem estratégica?

O armazém é composto por uma série de etapas que fazem parte da cadeia de suprimento das empresas. Cada uma dessas etapas pode se beneficiar das práticas da armazenagem estratégica. A seguir, mostramos como aplicar esse conceito no centro de distribuição.

Recebimento

O recebimento é a primeira etapa da cadeia de suprimentos. Nessa fase, acontece a chegada dos produtos que serão armazenados no centro de distribuição. Entre os serviços feitos no recebimento estão a conferência dos itens (quantidade e qualidade) e o despacho para o estoque.

Para facilitar, existem tecnologias que fazem a conferência dos produtos de forma automática. Um exemplo é o sistema de gestão de estoques (também conhecido como Warehouse Management SystemWMS). Dessa forma, essa fase ganha agilidade e precisão.

Movimentação

Outra etapa importante é a movimentação. Parece um processo simples: transportar os produtos da área de recebimento para o estoque. No entanto, se não for realizado da forma correta, os itens podem ser danificados, e a empresa amargará prejuízos financeiros.

Por meio da armazenagem estratégica, os gestores podem implantar equipamentos e máquinas que facilitem e entreguem segurança para a movimentação. Um exemplo são as empilhadeiras elétricas, manuais ou pneumáticas.

É importante se lembrar da necessidade de treinar os profissionais que vão dirigir essas máquinas. Desse modo, a empresa evita acidentes e o manuseio inadequado das empilhadeiras.

Armazenamento

A armazenagem estratégica ajuda o negócio a mensurar e controlar o estoque por meio de ações inteligentes e práticas. Por exemplo, as empresas que trabalham com produtos não perecíveis podem utilizar a metodologia Last in, First out (LIFO). Dessa forma, o último produto a entrar deve ser o primeiro a sair.

Por outro lado, os estoques com produtos perecíveis podem trabalhar com o método First in, First out (FIFO). Com esse método, o item armazenado primeiro também sai do estoque na frente dos outros.

Quanto a tecnologias que ajudam na etapa do armazenamento, podemos destacar as etiquetas RFID. Essa ferramenta alimenta o banco de dados do centro de distribuição com informações sobre os produtos em estoque. Sendo assim, não é necessário cadastrar cada produto de forma manual.

Separação

À medida que a empresa recebe pedidos de compras, os produtos armazenados precisam ser separados para envio. Essa etapa da armazenagem estratégica é chamada de separação ou picking. O grande desafio dessa fase é garantir que os itens sejam facilmente encontrados e manuseados da forma correta.

Quando não se tem esse cuidado, o consumidor final pode receber a entrega errada ou com a embalagem danificada. Antes de definir a melhor tecnologia ou metodologia para essa etapa, é essencial que os gestores definam:

  • as unidades de separação;
  • a quantidade diária de pedidos a serem processados;
  • o tempo estimado para a separação do pedido;
  • o volume de estoque;
  • a sazonalidade nas vendas.

Após essa definição, a empresa pode utilizar um sistema de picking(RF Scanning, pick – to – light, voice picking ou goods to person) integrado com o software WMS. Outra possibilidade é implantar um WMS já com a funcionalidade que automatiza o picking.

Expedição

A armazenagem estratégica auxilia a empresa na definição da melhor localização para o armazém. Dessa forma, o centro de distribuição não se distancia muito de grandes centros urbanos, importantes vias e clientes, facilitando as entregas e gerando economia para o transporte.

Todas essas vantagens beneficiam a fase de expedição, que envolve a preparação do produto que será enviado para o cliente. Para potencializar ainda mais as rotinas de expedição, muitas empresas utilizam o sistema de gerenciamento de transporte (TMS – Transportation Management System).

Essa tecnologia pode ser integrada com um software Entreprise Management Programming (ERP) para a emissão de notas fiscais, gestão da embalagem e controle do volume de pedidos em determinado período do ano.

Quais são os benefícios?

Como ficou bem claro no tópico anterior, a armazenagem estratégia é embasada na automação. E os benefícios dessa união são tão grandes que um estudo realizado pela GlobelNewswire revela que o mercado de logística digital crescerá US$ 24,967 milhões até 2028. Entre as vantagens de adotar o inovador conceito de armazenagem estratégica, podemos destacar:

  • redução de custos;
  • melhor gerenciamento das demandas;
  • otimização do atendimento e das entregas;
  • diminuição da perda de produtos.

Além desses benefícios, o negócio percebe um aumento na produtividade das demandas internas. Sem falar na melhoria da satisfação dos consumidores com o atendimento prestado pela empresa. Sendo assim, implantar a armazenagem estratégica significa progresso em todas as etapas da cadeia de suprimentos.

O que achou de nosso artigo? Entendeu o que é, como aplicar e os benefícios da armazenagem estratégica? Então, continue a se manter bem informado. Assine agora mesmo a nossa newsletter e não perca os próximos conteúdos! 

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo