conferência de mercadorias

Entenda a importância da conferência de mercadorias na armazenagem

As estruturas de armazenagem são elementos importantes na parte logística e, portanto, merecem atenção por parte dos profissionais do setor. Por isso, é fundamental identificar sua relação com outras questões logísticas que, também, são essenciais para o bom funcionamento do negócio como um todo.

Essa parte se correlaciona, por exemplo, com a conferência de mercadorias. Essa é uma etapa essencial, e a relação com a armazenagem poderá ser o grande diferencial para o sucesso no dia a dia dos armazéns.

Mas, afinal, o que é a conferência de mercadoria? E, ainda mais, de que forma ela está relacionada com estratégias de armazenagem e como obter os melhores benefícios nessa etapa? Saiba mais neste artigo e tire suas dúvidas.

O que é a conferência de mercadoria?

A conferência de mercadoria é uma etapa importante do processo logístico, na qual você avalia a conformidade dos itens segundo uma série de requisitos preestabelecidos pelo seu negócio, com o objetivo de potencializar a produtividade e reduzir desperdícios.

Nela, é preciso conferir se os itens recebidos são mesmo aqueles que foram registrados, suas características, se a contagem está adequada e se eles estão íntegros e em boas condições. Normalmente, ela é feita logo após a descarga dos itens nos armazéns.

Essa é uma etapa importante, principalmente, porque envolve identificar se tudo está em conformidade e, assim, atuar de forma assertiva para reduzir gargalos e reduzir perdas.

Alguns dos principais benefícios de uma boa conferência de mercadorias são:

  • redução de perdas e prejuízos;
  • identificação de avarias antes que elas passem despercebidas e possam, até mesmo, chegar às mãos do cliente;
  • diminuição de erros e necessidade de retrabalho;
  • encontrar divergências de dados mais rapidamente;
  • categorização e organização do estoque de forma adequada.

Quando a conferência de mercadorias é feita de forma eficiente, torna-se possível minimizar erros comuns que ocorrem nessas circunstâncias, entre eles:

  • falta de planejamento;
  • falta de supervisão na conferência;
  • falta de padronização e regras nos processos de conferência;
  • falta de orientação sobre como proceder em caso de problemas, entre outros.

Como as estruturas de armazenagem estão relacionadas com a conferência de mercadorias?

O layout de armazenagem tem um papel fundamental para a conferência de mercadorias, principalmente, para que o processo de entrada e saída de itens seja feito de forma fluida, sem gerar gargalos no processo.

Além disso, quando a estrutura é adequada para os tipos de produtos comercializados no espaço, minimizam-se os riscos de avarias e de ter que descartar o item. Com isso, é possível garantir uma melhor conservação no dia a dia, seguindo as características e necessidades dos produtos.

Outro ponto é que estruturas de armazenagem adequadas, quando alinhadas com controles de inventário eficientes, minimizam perdas de itens dentro dos espaços, evitando extravios no local. Dessa forma, há uma maior certeza de que os dados presentes no inventário são sempre, de fato, atuais e reais.

Quais os tipos de estrutura de armazenagem existentes?

Diante disso, torna-se importante que você conheça as estruturas de armazenagem existentes e, assim, saiba a importância da implementação de cada uma delas e como escolher a mais adequada para seu espaço. Mostraremos mais sobre as principais a seguir.

Racks

Os racks utilizam os espaços como uma forma de verticalizar o armazém para conseguir acondicionar os itens que não têm o mesmo formato, ou seja, quando não é possível guardá-los de forma uniforme. Também pode ser interessante para conseguir empilhar pallets e, também, para o armazenamento de alimentos perecíveis, principalmente, em frigoríficos.

Sistema carrossel

Os sistemas carrossel são formados por estantes que deslizam horizontalmente, permitindo a manipulação dos itens no local de forma mais tranquila para realizar a retirada dos produtos. Ele é muito utilizado, principalmente, com itens leves e de tamanho médio.

Com isso, é possível fazer a separação do item por meio do sistema sem precisar utilizar máquinas de transporte, agilizando o processo e economizando recursos.

Porta pallet

A estrutura de porta pallet é uma das mais utilizadas nesses espaços, principalmente, pelo seu custo-benefício. Isso porque essa estrutura suporta um alto volume de peso e tem versatilidade nas formas de combinação, permitindo que seja possível combinar diversos tipos de cargas e fazer a utilização em diferentes indústrias.

Para ser usado, ele depende de empilhadeiras tradicionais, para a verticalização dos armazéns. Dessa forma, não é preciso precisar realizar grandes movimentações no armazém para acessar um produto, garantindo uma melhor ordenação no estoque

Mezanino

Ele também é utilizado para proporcionar uma maior verticalização do espaço. Contudo, nesse caso, em vez de empilhamento, temos uma espécie de segundo andar no local. Assim, o espaço é mais bem aproveitado e se torna possível ocupar espaços tanto acima quanto abaixo da estrutura. É uma opção versátil.

Push back

Aqui temos a união de estantes e produtos paletizados, facilitando a movimentação da carga no local, utilizando estruturas de carrinhos ou roletes. A estrutura é feita para priorizar uma metodologia LIFO (Last In, First Out, ou seja, aquilo que chegou por último no local será o primeiro a ser retirado). Com isso, é possível ter uma movimentação de entrada e saída de itens mais eficaz e ágil.

Flow rack

Essa é uma estrutura que utiliza prateleiras inclinadas e roldanas (ou outros elementos deslizantes, como trilhos), permitindo que as caixas possam ser movimentadas de forma mais ágil e facilitando o processo de picking e abastecimento. Também é bastante utilizado, por exemplo, para metodologias como o FIFO (First In, First Out), posicionando as cargas nas posições adequadas.

Como escolher a estrutura de armazenagem correta?

Diante de tantas estruturas de armazenagem, qual delas é, de fato, a mais indicada para seu negócio? Fato é: depende. Há alguns critérios que você deve considerar nesse processo, entre eles:

  • ciclo de estoque;
  • giro de estoque;
  • equipamentos utilizados;
  • natureza da carga, entre outros.

A conferência de mercadorias é uma etapa fundamental do processo logístico e que conta com o respaldo da estrutura de armazenagem correta para ocorrer. Por isso, esteja atento a essas questões e evite falhas. Temos certeza de que a escolha certa poderá levá-lo a um maior sucesso.

Achou interessante o conteúdo? Assine nossa newsletter e não perca nenhuma informação exclusiva que poderá ajudá-lo no dia a dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo