cross

Você sabe o que é cross-docking? Entenda o conceito e vantagens

Gestores com visão de futuro, que primam pela melhoria contínua do seu setor e estão sempre em busca de estratégias que possam mudar os rumos da empresa em prol do seu progresso devem conhecer o que é cross-docking.

Uma modalidade de negócio capaz de driblar desafios na gestão de estoque, principalmente aqueles com problemas de espaço reduzido para alocar seus produtos/matéria-prima, esta é uma ótima opção para ganhar eficiência nos processos logísticos.

Com o intuito de apresentar melhor essa estratégia de negócio na área de logística, desenvolvemos este post para explicar a definição de cross-docking e seus principais aspectos. Saiba mais!

Afinal, o que é cross-docking?

O cross-docking é uma técnica utilizada pela logística para agilizar a distribuição de materiais. O seu principal objetivo é receber produtos em um centro de distribuição (CD) ou armazém e, com o menor tempo possível, despachá-los, para que enfim sejam transportados em direção ao seu consumidor final.

Essa metodologia inovadora possibilita que as mercadorias sejam transferidas da fase de recebimento diretamente para a fase de expedição. Dessa forma, são eliminadas algumas etapas do processo de armazenagem e o tempo de permanência dos itens no estoque é reduzido drasticamente ou quando possível esse prazo chega a zero.

Sendo assim, os gestores podem se empenhar exclusivamente no curso das mercadorias dentro da cadeia de suprimentos sem ter de se preocuparem com a armazenagem dos produtos. Por esse motivo, a estratégia cross docking também é conhecida como distribuição em fluxo.

O cross-docking é ideal para atender quais demandas?

A tecnologia cross-docking é apropriada para atender principalmente a demanda de e-commerces , porém qualquer tipo de empresa pode adotar essa técnica, em especial aquelas focadas em operações B2B, das quais necessitam de otimização de seus processos com o cruzamento de docas.

Portanto, independente do modelo de negócio vale muito a pena apostar na metodologia cross-docking para melhorar a eficiência logística da empresa. De qualquer forma, é muito importante que a sua implantação seja planejada. Isso porque a ação requer investimentos tais quais a locação de pessoal dentro do centro de distribuição e softwares de gerenciamento.

O treinamento da equipe é outro ponto que leva tempo e exige cuidado. Todavia, é fundamental ter mão de obra capacitada a fim de evitar falhas na empresa. Apesar do investimento inicial, qualquer empresa que necessite reduzir custos em seus processos e otimizar os prazos de entrega e o atendimento aos consumidores pode apostar nessa modalidade.

Como funciona o fluxo do processo?

Como visto, a principal função do cross-docking é deslocar as mercadorias que chegam dos fornecedores diretamente para os consumidores, sem a necessidade de estocá-los. Para que entenda melhor como funciona o fluxo desse processo, apresentaremos o seguinte exemplo.

Imagine a operação de uma rede de fast food. Esse tipo de comércio precisa de vários tipos de produtos diariamente, porém consideremos três opções: 1) copo descartável; 2) talheres e 3) produtos para higienização. Para cada um desses itens, a rede tem um fornecedor exclusivo. Além disso, é preciso tomar nota que empresa possui cinco filiais.

Dessa forma, três veículos, cada um de um fornecedor, chegam até centro de distribuição ou armazém pela sua entrada e outros cinco caminhões aguardam pelo local da saída. As mercadorias, à medida que são retiradas dos veículos dos fornecedores, são transferidas para os caminhões que transportarão os produtos para as 5 filiais, na quantidade exata para cada uma. Essa operação dispensa qualquer estocagem e demanda de pouco tempo para ser executada.

Quais são os tipos de cross-docking?

A execução do cross-docking pode ser realizada em três tipos. São maneiras diferentes de aplicar o método no processo logístico. Veja em seguida.

Movimento de distribuição

Utilizado principalmente pelas empresas B2B, pois seus processos de vendas são mais volumosos. Dessa maneira, a carga só é despachada do CD quando o caminhão estiver cheio. Esse tipo de distribuição de mercadorias também é conhecido como Full Truckload (FTL).

Movimentação contínua

A intenção desse método é não deixar o estoque parado. Comumente usado por e-commerces, nesse processo, as mercadorias são encaminhadas do fornecedor para o CD e, logo em seguida, são enviados para o consumidor final.

Movimentação consolidada ou híbrida

Empresas com alto giro de estoque preferem essa metodologia do cross-docking. Nesse caso, as mercadorias oriundas dos fornecedores seguem para uma triagem, das quais parte são enviadas para o consumidor e outra segue para estocagem à espera de outros produtos necessários pra fechar o pedido.

Quais as vantagens do cross-docking?

Implementar o cross-docking exige um controle e monitoramento rigoroso das transportadoras. Isso pode ser feito com o auxílio de um bom sistema de gerenciamento de frota. Aqui, vale mencionar, que essa ação é muito importante para manter a inovação no processo logístico.

Toda essa estruturação gera algumas vantagens ao processo. Conheça algumas delas:

redução de custos: a possibilidade de trabalhar com o estoque zero reduz os custos operacionais com o estoque e ainda oferece flexibilidade para a alocação de recursos;

redução do lead time: nesse processo, as mercadorias são preparadas, separadas e enviadas em menor prazo, o que diminui as chances de atraso na entrega;

não há necessidade de estoque: o cruzamento de docas dispensa a necessidade de estoque para a armazenagem de produtos. Isso evita parar o capital de giro com armazenagem de produtos;

agilidade nos processos: a inexistência de produtos em estoque agiliza ainda mais o processo, já que não é necessário procurar e separar mercadorias nesse método

menor risco de furto: com o fluxo contínuo de entrada e saída de produtos ao mesmo tempo, as chances de furto são reduzidas, ainda mais que todo o processo é monitorado;

maior versatilidade no portfólio: sem a real necessidade de espaço exclusivo para armazenar produtos, o cross-docking aumenta a possibilidade de uma empresa em trabalhar com um número variado de itens.

Como implementar o cross-docking?

Para fazer isso da maneira correta, será necessário seguir alguns passos. Confira-os abaixo!

Planeje

Desenhar como pode ser realizado todo o processo, os materiais necessários e o tipo de mão-de-obra é fundamental para garantir o cumprimento dos prazos de entrega. Testar a estratégia antes também é válido para conhecer possíveis erros e gargalos que possam atrapalhar o andamento das atividades.

Invista em um bom software de gerenciamento

Softwares como um TMS (sistema de gerenciamento de transporte) e ERP (sistema de gestão empresarial) são fundamentais para que o planejamento a ser executado seja eficaz. Eles contribuem para o monitoramento da carga, alocação e gerenciamento dos recursos. Ao centralizar as informações, a comunicação com clientes e fornecedores se torna eficiente.

Firme parceria com centros de distribuição

O centro de distribuição é a parte estratégica do processo. Analise a sua localização e a de seus consumidores, para depois contratar o CD mais conveniente para seu negócio. Se encontrar um parceiro que já opere nessas condições é ainda melhor, pois a sua experiência auxilia no aprimoramento do processo.

Além dessas dicas, é muito importante preparar a equipe para desenvolver as atividades de cross-docking, atender bem seus clientes e melhorar continuamente o processo a fim de evitar erros e prejuízos com a estratégia implementada.

O cross-docking pode ser uma boa solução para o seu negócio — e garantir a evolução do seu processo é a chave para o sucesso da implementação do procedimento em sua empresa. Afinal, essa estratégia gera um grande diferencial competitivo, que fará com que o seu negócio saia à frente da concorrência.

Se está em busca de soluções inovadoras para o gerenciamento de sua cadeia logística, entre em contato conosco. Teremos prazer em atendê-lo e tornar o seu negócio ainda mais competitivo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo