fornecedor logístico

Fornecedor logístico: saiba o que observar na hora da escolha!

Entender a importância de escolher bem o fornecedor logístico é um diferencial que reflete em todas as etapas da operação. De fato, quando se trata de logística e das decisões envolvidas, tudo está conectado, e qualquer falha representa prejuízos a longo prazo.

Outro ponto muito importante está em considerar que o fornecedor logístico deve estar alinhado com as necessidades do seu negócio, ter experiência no mercado e apresentar bom custo-benefício. Mas, além disso, existem outros detalhes que precisam entrar nas negociações. Vamos mostrá-los para você neste texto. Acompanhe!

O que é um fornecedor logístico?

Em um universo cheio de desafios como o que envolve a logística, escolher um bom fornecedor representa muitos pontos no caminho até o sucesso da operação. Isso porque a qualidade do trabalho, de modo geral, depende também de prestadores de serviços que entendam o posicionamento de sua empresa e a exigência dos clientes para aumentar o engajamento.

Dessa forma, todas as empresas relacionadas nas operações representam os fornecedores logísticos. Por exemplo, fornecedores de insumos e de embalagens, transportadoras, empresas de segurança, manutenção de equipamentos, gerenciamento de serviços tecnológicos, entre outros.

Parceiros estratégicos

Esses parceiros estratégicos fazem toda a diferença na agilidade operacional e oferecem qualidade com excelente custo-benefício para fazerem sentido em seu orçamento. Além disso, também é fundamental criar um relacionamento de confiança entre todos os que estão envolvidos na cadeia de suprimentos.

Afinal de contas, uma falha grave em apenas uma etapa pode ser responsável por abalar a imagem de sua empresa no mercado. Da mesma forma que um serviço comprometido e cheio de diferenciais destaca-se pela qualidade. Um bom exemplo disso é a Amazon.

A empresa é referência quando se fala em agilidade nas entregas rápidas e na experiência positiva dos clientes. Um dos principais motivos disso é que o seu fundador Jeff Bezos entendeu que todos os investimentos deveriam voltar-se para um sistema de logística personalizado, com uso de análise de dados, e fornecedores impecáveis.

O que ele precisa oferecer para garantir a qualidade nos serviços?

Todo gestor logístico, não importa qual seja o segmento, sabe o quanto os processos internos são delicados e custosos. O mais preocupante é a demora para identificar os problemas que trazem prejuízos quando os processos não estão integrados.

Ou seja, eles são repetidos até que se tornem uma verdadeira bola de neve capaz de fazer a empresa perder mercado para os concorrentes e sobrecarregar os colaboradores. O melhor caminho, para evitar esse tipo de situação, é entender o que a operação precisa e fazer uma seleção minuciosa de fornecedores que se encaixem nas necessidades levantadas.

Coloque no papel todos os custos e ganhos com os fornecedores. Ao descobrir o quanto isso custa, fica muito mais simples entender o quanto vai gerar para o negócio. Sem contar que esse tipo de gerenciamento indica os fornecedores que devem receber maior investimento financeiro, pois solucionam um problema real das operações logísticas. Veja, a seguir, dicas de como acertar em cheio na escolha!

Uso de tecnologias de ponta

Com tantas necessidades que envolvem a cadeia logística atual, adotar tecnologias de ponta na operação é mais do que uma escolha adicional, transformou-se em exigência. Isso porque as empresas que não trabalham com automação, rastreamento em tempo real, comunicação interna rápida, entre outros, acabam perdendo dinheiro com processos repetitivos e lentos.

O ideal é procurar por fornecedores que tenham opções modernas e que se adequem ao seu negócio com foco em agilizá-lo. Isso vai desde o processo de armazenagem, com um projeto em 3D completo, que avalia minuciosamente cada situação, até a adoção de sistemas operacionais de alta tecnologia, capazes de coordenar as trocas de produtos, distribuição e informações.

Qualidade de gestão nos serviços oferecidos

A boa gestão dos serviços oferecidos representa um conjunto de medidas para avaliar e identificar a qualidade do fornecimento dos produtos para a empresa. Da mesma forma que o gestor de logística monitora cada detalhe para fazer com que a operação atenda às expectativas dos clientes, a gestão dos fornecedores deve focar no desenvolvimento de melhorias constantes.

Tudo funciona como uma espécie de efeito dominó. Com maior qualidade, confiança nas entregas, gestão de estoque mais eficiente e preços mais competitivos, a sua empresa ganha em competitividade no mercado. Além disso, as pontas alinhadas com os fornecedores permitem potencializar a produtividade dos colaboradores e reduzir o volume de perdas, que podem ser calculadas no planejamento.

Inovação para solucionar problemas

Uma parte muito importante no momento de escolher o fornecedor logístico é entender que cada empresa funciona como um único organismo. Na prática, o que funciona muito bem nas operações do concorrente pode não ter o mesmo efeito diante das dificuldades do seu negócio.

Então, um grande diferencial é procurar por inovação na hora de solucionar problemas e atendimentos cada vez mais personalizados. Isso inclui fazer diagnósticos de falhas e procurar por questões que os próprios gerentes internos não conseguiram identificar.

Como escolher um bom fornecedor logístico?

O primeiro passo para escolher um bom fornecedor logístico é procurar por empresas que são consideradas referências no mercado. Ter uma equipe de especialistas direcionada para as necessidades do seu negócio também é um fator que agrega valor. Com foco em promover diversos ganhos na cadeia logística, uma boa sugestão é contar com a ajuda da TPC Logística Inteligente.

Em mais de 20 anos de atuação no mercado, a empresa é um dos maiores operadores logísticos do Brasil e conta com tecnologia de ponta para trazer soluções inovadoras. Além disso, oferece toda a experiência necessária para manusear as mercadorias recebidas diretamente do fornecedor e enviar ao cliente final de maneira extremamente rápida, com o fluxo alinhado e acelerado.

Agora ficou claro como escolher bem o fornecedor logístico é decisivo no sucesso das operações e na satisfação dos clientes. Tome as decisões com base em seu modelo de negócio e lembre-se de considerar todas as particularidades do planejamento ao seguir para a etapa de negociações com os prestadores de serviços.

Gostou das informações do artigo? Então, entre em contato com a TPC Logística Inteligente e conheça os principais diferenciais de uma empresa que atua como agente logístico completo.

Este post tem um comentário

  1. Marcio Roberto

    Demais, simplesmente! Impressionante como um ponto tão necessário como o do fornecedor geralmente não recebe tanto destaque como deveria quando se fala sobre logística!

Deixe um comentário