estoque-varejo-online

Quais as melhores práticas para a gestão de estoque no varejo online?

Fazer uma boa gestão de estoque no varejo é crucial para assegurar maior lucratividade. Dessa forma, você terá sempre os produtos que a sua base de clientes demanda, evitando desperdícios e compras desnecessárias.

Contudo, nem todos os empreendedores conferem a devida atenção a esse tema. Infelizmente, alguns não chegam, sequer, a desenvolver métodos claros para a gestão de seus estoques.

Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, a importância da gestão de estoque no varejo online e como um parceiro pode otimizar o processo. Boa leitura!

Quais as diferenças do controle de estoque no varejo online e offline?

No varejo offline, o controle dos estoques objetiva, acima de tudo, informar as quantidades disponíveis de cada item e, também, o valor financeiro dos produtos. Tal modelo tradicional requer um rígido controle e constante monitoramento.

Isso significa que os líderes empresariais passam a conviver com alguns problemas comuns, por exemplo:

  • risco de perdas;
  • roubos;
  • devoluções;
  • extravios, entre outros.

Logo, um espaço físico é indispensável, assim como a organização, limpeza e conservação do local. Sem esses cuidados, o gerenciamento é inviável. Prestar atenção a conceitos logísticos que considerem a natureza e o tamanho do estoque é crucial.

O varejo online, por sua vez, abre uma nova gama de possibilidades. A primeira etapa consiste em conhecer a fundo a própria empresa, o público consumidor, o diferencial, o produto, o negócio e o segmento de atuação.

Nesse sentido, o empreendedor deve estabelecer o espaço necessário para garantir a rotatividade e o cumprimento de prazos de seus fornecedores, além de outros elementos capazes de influenciar diretamente a gestão de estoque.

Sem embargo, o varejo online viabiliza a implementação de metodologias mais flexíveis, como o Drop Shipping. Nesse caso, não existe estoque de produtos e a empresa pode realizar compras de acordo com as demandas recebidas.

Esse modelo é altamente recomendável para negócios com poucos recursos disponíveis para investir em estoques. Todavia, para que os princípios sejam colocados exitosamente em prática, é necessário construir relacionamentos de confiança com fornecedores, de modo a assegurar prazos, entregas e qualidade dos processos.

Qual a importância do controle de estoque?

O controle de estoque é uma prática essencial para os comércios de todos os segmentos e portes. É isso que o permitirá realizar compras mais conscientes e, desse modo, não ficará sem produtos para comercializar aos clientes (que, de outro modo, poderão procurá-los junto à concorrência) e evitará que alguns itens fiquem parados, perdendo-se ou ultrapassando suas respectivas datas de validade.

Quando o controle é feito de maneira correta e sistematicamente, é possível elevar a competitividade da sua organização, aprimorar os serviços oferecidos aos seus clientes, ter um melhor fluxo de caixa, reduzir os espaços físicos destinados aos estoques, entre outros muitos benefícios.

Quais as melhores práticas para a gestão de estoque no varejo?

Agora que você conhece a importância da manutenção de controles precisos em seu estoque, confira alguns elementos vitais para a sua realização, nos tópicos a seguir.

  1. Realize inventários

Mesmo implementando sistemas informatizados para a gestão de estoques, é necessário lidar periodicamente com os inventários. Assim, você terá melhores condições de conferir se as quantidades registradas no sistema são exatamente iguais ao número de produtos que seu estoque efetivamente tem.

Falta de baixas no sistema, erros de digitação e demais problemas podem causar a incongruência de dados, afetando significativamente o seu negócio. Ademais, quando realizar um inventário que englobe todo seu estoque, poderá conferir, por exemplo:

  • quantos itens estão vencidos e, portanto, não devem ser comercializadas, ou estão se aproximam da data de expiração e podem ser colocados em regime de promoção;
  • quais produtos estão realmente armazenados em estoque, mas, não estão sendo expostos adequadamente ao público;
  • a quantidade de produtos perdidos por roubos, furtos, extravios, fraudes, mau acondicionamento e avarias;
  • problemas relativos a notas fiscais, tais como a falta de registros em determinadas movimentações.

Caso você tenha um estoque muito grande, pode adotar os princípios do “inventário rotativo”, selecionando um produto a ser verificado diariamente e agilizando o processo.

  1. Use um sistema integrado

Há diversos sistemas informatizados voltados à gestão de estoque que você pode utilizar em sua empresa. Não obstante, é fundamental optar por um que se integre à sua estratégia de vendas.

Ao informatizar o seu negócio, será mais fácil controlar e dispor de relatórios atualizados acerca dos produtos que apresentam maiores demandas, os que têm um giro sazonal, aqueles cuja venda não é frequente e demais informações relevantes para decidir a respeito de suas compras.

Para que tudo isso funcione adequadamente, porém, é altamente recomendável garantir que todas as informações estejam completas. Para tanto, treine os seus colaboradores na utilização correta do sistema.

  1. Planeje a longo prazo

Gerir estoques de forma correta no varejo online depende, em grande medida, de bons planejamentos, estimativas de vendas e, quando for o caso, giros de estoque. Portanto, empregue os dados gerados pelo seu sistema de gestão e, também, pelos diagnósticos feitos por meio da análise dos inventários.

Essa iniciativa simplificará a identificação dos produtos com maior demanda, reduzirá o tempo necessário para a realização de compras e os níveis mínimos de estoque para que você opere com segurança.

Tenha em mente que a falta de planejamentos é um dos erros mais danosos à gestão de estoques, podendo colocar em risco o andamento dos negócios e afetar a saúde financeira da sua organização.

Como um parceiro pode otimizar o processo de gestão de estoque do varejo online?

Realizar manualmente o controle de estoques, isto é, em planilhas do Excel ou em papéis, pode comprometer o sucesso de um varejo online. Afinal, o processo todo perde em inteligência, tornando-se mais difícil sua administração e a tomada de decisões estratégicas.

Com efeito, isso é refletido nos resultados das vendas, na rentabilidade e, sobretudo, no crescimento do seu negócio: quanto mais dados a serem gerenciados, maior será a necessidade de utilizar corretamente as novas soluções tecnológicas.

Cumpre ressaltar, por fim que, à medida que é difícil encontrar soluções realmente eficientes “in-house”, o mais indicado e contar com parceiros que o ajudem na coleta e análise de dados, assim como da integração de softwares compatíveis com os seus equipamentos.

Isso permitirá que a sua gestão de estoque no varejo tenha uma solução capaz de atender às distintas atividades de controle, o que, consequentemente, viabiliza maior competitividade e melhores resultados para a empresa como um todo.

Gostou do artigo? Então entre em contato conosco e conheça as melhores soluções para a gestão de estoque do seu negócio!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário