logística no agronegócio

Entenda agora como funciona a logística no agronegócio

A logística no agronegócio apresenta muitos desafios em diferentes etapas. Além dos altos custos envolvidos, os gestores ainda precisam se desdobrar para fazer com que os produtos cheguem ao destino sem avarias. Por esse motivo, o planejamento precisa ser cumprido minuciosamente para trazer um feedback do que funciona.

O melhor caminho, em uma situação como essa, é colher o máximo de informações confiáveis possíveis para basear toda a estratégia em ações que já deram certo anteriormente. E isso fica muito mais simples quando recursos tecnológicos estão envolvidos no trabalho, com foco em modernizar as operações.

Quer saber mais? Vamos mostrar quais são os desafios da logística no agronegócio e dicas de como solucioná-los. Acompanhe.

Logística no agronegócio no mercado brasileiro

O Brasil é um dos países com maior movimentação agrícola de todo o mundo. Diante de todo um mercado repleto de desafios, a logística bem realizada se torna fundamental para manter o processo de produção em alta qualidade e o mercado aquecido.

Nos últimos anos, o crescimento de recursos tecnológicos contribui significativamente para o cumprimento de prazos, a preservação das mercadorias e a redução de custos. Entretanto, esses pontos desafiadores precisam ser contornados com criatividade e padronizações de processos baseados em informações confiáveis.

A logística no agronegócio, que também pode ser chamada de rural, se baseia em desenvolver toda a organização essencial para que os produtos sejam produzidos com matéria-prima de primeira e cheguem ao seu destino em uma operação eficiente. A partir de um planejamento detalhado, devem ser levantados todos os recursos necessários e focados em evitar qualquer tipo de desperdício.

Produtos perecíveis

Uma das principais questões que envolvem a logística no agronegócio é a especificação das cargas. Afinal de contas, a maioria dos produtos são perecíveis, e isso representa um trabalho muito mais detalhado quando se fala em produção de mercadorias. Sem contar que as regras diante dos órgãos fiscalizadores são bem exigentes, e qualquer falha pode acarretar multas e penalidades.

Os produtos que não são perecíveis também exigem cuidados de cultivo, transporte ou condições diferenciadas no momento da colheita. De maneira geral, os avanços registrados no agronegócio nacional representam muito para o Brasil e refletem diretamente nos números do PIB (Produto Interno Bruto).

Desafios do setor

Apesar de contar com grandes avanços, a logística rural enfrenta uma série de dificuldades na padronização de processos e na digitalização das informações. Um dos principais pontos envolvem o pequeno produtor, que, na maioria das vezes, está afastado dos grandes centros e não se conecta com as outras pontas do setor para fazer a sua mercadoria girar.

Sem grandes planejamentos estruturados, trazer soluções logísticas de transporte, por exemplo, se torna impensável. Isso afeta a etapa inicial da movimentação de insumos e serviços que precisam chegar a tempo para manter a realização das atividades em dia. As cargas essenciais nessa etapa, como as de adubo, exigem uma atenção especial com os prazos.

O apoio à produção mostra a necessidade que as empresas sentem de racionalizar esses produzidos ao máximo. Na prática, isso se aplica ao momento de transferência desses materiais internamente, em que é essencial manter as informações atualizadas no estoque, no tempo de operação e utilização e na aplicação do produto.

Ainda, tudo que envolve os processos pós-colheita precisa ser colocado como prioridade dentro da organização operacional. Afinal de contas, embalagens adequadas, transporte e manutenção em temperaturas indicadas e preocupações com armazenagem dentro da indicação de umidade relativa do ar são fatores responsáveis pela qualidade na logística rural.

Dependência do modal rodoviário

O modal rodoviário é o mais usado quando se trata de logística no agronegócio, e quem lida com essa área sabe como as rodovias brasileiras tornam o trabalho mais difícil. Além dos percursos sem a estrutura adequada, existem outros problemas que comprometem os cálculos das rotas, como o preço do frete, os perigos de roubos de cargas nas vias, os riscos de acidentes com perda de produtos e a definição dos melhores caminhos para cumprir os prazos com caminhões.

Altos custos

Por conta de tudo isso, os custos que envolvem a logística no agronegócio são altos e preocupam os gestores, que precisam apresentar cada vez melhores resultados sem deixar de lado a redução de custos e prejuízos. Vale ressaltar que, por conta de diversas características ineficientes nos processos, os valores podem se tornar ainda mais altos, como no caso dos usos de fertilizantes importados e defensivos caros.

O custo-benefício também costuma ficar longe de ser o ideal. O motivo é que as vendas são feitas na época de colheita, quando existe automaticamente a maior oferta. Na prática, isso significa que o preço também estará mais baixo.

Longas distâncias para escoar a produção

A logística no agronegócio enfrenta ainda muitas dificuldades por conta do escoamento de produtos. Um dos principais causadores disso é a longa distância entre os locais de produção e de escoamento internacional, como portos e aeroportos. Além disso, uma parte da produção acaba sendo perdida no meio do caminho, entre a saída do transporte, o armazenamento e a chegada ao destino.

Ajuda da tecnologia

Diante de tantos desafios que envolvem o setor, realizar um trabalho que coloque sua empresa na frente da concorrência não é uma tarefa fácil. Para driblar essas adversidades, saiba que contar com a ajuda da tecnologia e de uma empresa experiente no mercado que atua como operadora logística faz toda a diferença nos resultados.

O trabalho oferece gerenciamento completo em cada etapa da cadeia de suprimentos para cuidar do seu produto no início, meio e fim. Entre os principais diferenciais estão o uso de ferramentas de gestão com inteligência artificial, atendimento personalizado para criar uma operação conforme suas necessidades, serviços de armazenagem, transportes, entre outros.

Por trás de todo o sucesso da TPC Logística Inteligente, existe uma inovação pensada para solucionar dificuldades de maneira criativa, disruptiva, econômica e com automação.

Agora ficou claro como funciona a logística no agronegócio e os melhores meios para enfrentar desafios. O grande diferencial é entender quais são as necessidades específicas do seu negócio. Nenhuma operação representa uma matemática exata, e encontrar uma empresa que entenda os melhores caminhos de maneira tecnológica e personalizada é o ideal na hora de reduzir custos sem perder em qualidade.

Gostou das informações do artigo? Então, entre em contato com a TPC Logística Inteligente e encontre soluções ideais para a logística rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo