o que é picking

Saiba o que é picking e como implementar na empresa

O que torna as empresas de e-commerce em gigantes no mercado? Para além de diversas questões relacionadas com os produtos em si, um dos pontos que a colocou em destaque no mercado foi, justamente, os processos logísticos. A inovação trazida pelos gestores na área logística foram grandes responsáveis, justamente, para que seus CEOs tivessem algumas das maiores rentabilidades de negócios em todo o mundo.

Esse é um exemplo de como melhorias no processo logístico têm um papel fundamental nas organizações para o seu crescimento. E aqui você verá mais sobre o picking, uma das etapas mais importantes. Continue lendo e tire suas dúvidas.

O que é picking?

O picking (ou “order picking”) trata-se dos procedimentos realizados de separação e preparação de pedidos na empresa. Assim, ele tem a função de auxiliar no processo de organização dos itens para que seja possível minimizar falhas e garantir uma entrega mais precisa para seu cliente final.

Ele compõe a parte final da liberação dos itens comprados para entrega, que normalmente é estabelecida nos seguintes passos:

  • separar os produtos que serão enviados (picking);
  • embalar os pedidos individualmente (packing);
  • encaminhar para o transporte.

Para que serve o picking?

O picking tem o papel importante de ser a primeira parte do processo de liberação para entrega. Qualquer tipo de falha que aconteça nessa etapa pode prejudicar as demais. Por exemplo, se durante o picking um item estiver errado, na conferência do packing, poderá ser notada a questão, retornando todo o processo e gerando atrasos significativos na entrega.

Por isso, o picking é importante para que seja possível minimizar problemas nos processos logísticos. Ele é formado por uma série de medidas e protocolos importantes que, além de reduzir erros, padronizam os processos. Com isso, evita-se que profissionais façam procedimentos diferentes e que isso possa acarretar questões futuras.

Quais as melhores dicas para melhorar o picking na empresa?

É fundamental que você busque identificar quais são as melhores práticas para minimizar falhas e garantir uma adoção segura. Veja a seguir as principais delas.

Trabalhar com quantidades adequadas

Evite sobrecarregar seus estoques. Isso, além de trazer diversos contratempos, prejudica o processo de picking também. Afinal, em primeiro lugar, a organização do espaço já demandará um maior trabalho, mas não para por aí.

Dependendo da metodologia de organização que você optou para seu armazém, a etapa de picking pode demorar mais do que o previsto por existirem determinados produtos em excesso no estoque. Por isso, esteja atento ao giro de estoque e, também, ao controle de inventário.

Além disso, já que estamos falando de organização e giro, deixe os itens que saem mais de forma visível, com fácil acesso. Isso facilitará os processos.

Considere, também, o prazo mínimo que seus fornecedores pedem para enviar um item. Afinal, você não quer atrasar o picking por não ter aquele produto em estoque para enviar ao cliente, não é mesmo?

Novamente ressaltamos, portanto, a importância do giro de estoque sempre atualizado. Afinal, a partir disso você consegue identificar outras questões importantes, como sazonalidade, tendências do mercado e outros pontos essenciais para o maior sucesso das estratégias de picking.

Introduzir uma cultura paperless

Outro ponto que tende a prejudicar os profissionais é precisar trabalhar com papel para realizar o picking. Isso porque, muitas vezes, isso se torna pouco intuitivo e, assim, pode prejudicar o trabalho. Por exemplo, se o profissional se esquece de olhar um item da lista, o pedido pode ir com produtos faltando (dependendo de como for o processo logístico da sua empresa). Ainda, é possível sofrer com o atraso do envio, já que será necessário resolver a questão na hora da conferência.

Com a tecnologia de um sistema automatizado, focado no setor logístico e que trabalhe com picking, é possível realizar a verificação por meio da seleção dos itens. Assim, ele apresenta a lista dos produtos que devem ser separados, e você marca no sistema quando eles são coletados. Com isso, minimizam-se as falhas.

Além disso, uma cultura paperless introduz um conceito de sustentabilidade nas organizações, diminuindo o uso do papel e, consequentemente, a geração de resíduos no dia a dia. Lembre-se de que o uso dos papéis está com os dias contados nas empresas. Por isso, é fundamental começar as transformações quanto antes.

Melhorar a organização

É fato que um armazém desorganizado atrasa consideravelmente as ações de picking. Afinal, como seu profissional poderá encontrar os itens para separação se eles não estão devidamente organizados no local?

Portanto, crie esquemas e padrões de organização para cada item e deixe as informações disponíveis para os profissionais. Dessa forma, em caso de dúvidas, eles podem fazer consultas e achar os itens mais rapidamente.

Otimizar a velocidade das operações

Com softwares especializados nesse tipo de operação, é possível ter melhores resultados no dia a dia. Por exemplo, você consegue determinar uma organização do armazém mais eficiente, bem como também otimiza os processos de separação e conferência dos pedidos. Assim, pode não só evitar problemas, mas também proporcionar maior agilidade aos processos.

Por isso, contar com tecnologias especializadas, seja na aplicação interna, seja pela terceirização com uma empresa especializada em logística é fundamental para que sua empresa gere diferenciais competitivos importantes e saia na frente dos concorrentes.

Quais as principais vantagens da adoção do picking?

Concluindo, uma boa estratégia de picking pode ser interessante por trazer uma série de benefícios para a empresa em longo prazo. Então, podemos afirmar que as principais vantagens são:

  • minimizar erros (por exemplo, envio de produtos errados para o cliente);
  • agilizar a entrega para o cliente;
  • minimizar burocracias e gargalos nos processos logísticos;
  • gerar diferenciais competitivos importantes;
  • reduzir custos com a área;
  • reduzir o tempo de entrega;
  • gerar maior encanto e fidelização do cliente.

Agora que você sabe o que é picking, entende que essa é uma estratégia logística importante. Quando há falhas nela, outros processos podem ficar comprometidos. Por isso, se você quer ter melhores resultados, é fundamental otimizar esse processo e garantir atividades mais eficientes.

Para isso, pode ser interessante contar com uma empresa especializada para realizar essa atividade. Conte com a TPC Logística Inteligente para isso!

Quer saber mais sobre como podemos ser grandes aliados? Entre em contato e tire suas dúvidas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo