rastreabilidade de produtos

Como garantir a rastreabilidade de produtos? Entenda!

A rastreabilidade de produtos pode fazer a diferença que vai colocar sua empresa na frente da concorrência. De fato, contar com a ajuda da tecnologia para levantar informações precisas sobre todas as etapas operacionais que envolvem um item é uma forma de criar estratégias para a solução de problemas.

O principal objetivo, nesse caso, é evitar que os erros cheguem até os clientes, possibilitando que os reparos sejam feitos com objetividade. A partir disso, torna-se mais fácil criar um relacionamento de confiança, manter os níveis de segurança altos e criar uma imagem positiva que coloque o negócio sempre um passo à frente da concorrência.

Ficou interessado? Vamos falar sobre como funciona a rastreabilidade de produtos e seus benefícios. Siga com a leitura!

Entenda a importância da rastreabilidade de produtos

A rastreabilidade de produtos tornou-se uma pauta muito recorrente na rotina de gestores que lidam com a logística. Na prática, esse termo refere-se à capacidade de identificar todos os estágios pelos quais um produto passa: é seguir o “rastro” deixado pela fabricação e identificar oportunidades que aumentem sua eficiência e a produtividade.

Com isso, fica mais simples agregar valor e passar credibilidade ao cliente. Esse tipo de acompanhamento, que acontece de forma rígida, transformou-se em uma verdadeira tendência do segmento pela forma como disponibiliza soluções práticas quando acontece algum defeito ou problema com o produto em questão.

Lidar com imprevistos

O grande segredo é usar a rastreabilidade para se colocar diante dos concorrentes e aprender a lidar com os imprevistos com foco em estratégias de correção. Em um mercado tão dinâmico e cheio de informações como o atual, o público deseja mais do que um serviço bem feito, tornando-se necessário aprender a lidar com as crises e criar uma espécie de relacionamento de confiança com o negócio.

Por esse motivo, o rastreamento manual deixa de ser suficiente em uma situação como essa. Ao contar com um sistema de rastreamento informatizado, que combina normalmente software e hardware, existe uma organização dos dados e a documentação de cada detalhe da metodologia aplicada ao produto em diferentes estágios.

A principal vantagem é que, com isso, acontece o controle de qualidade e o gerenciamento de falhas desde o processo de produção até as etapas logísticas responsáveis por fazer com que a carga chegue até o seu destino. Na indústria de medicamentos, por exemplo, esse procedimento é obrigatório como forma de garantir a segurança das substâncias.

Saiba o que é preciso para garantir a rastreabilidade

Construir uma imagem positiva no mercado vai muito além de cumprir prazos. Existe toda uma metodologia que precisa ser desenvolvida para atender às exigências dos clientes e manter a confiança nas soluções de problemas. Claro que o objetivo do gestor é evitar ao máximo que aconteçam imprevistos, mas quando eles acontecem, saber superá-los da melhor forma é em um verdadeiro divisor de águas na visão dos clientes de maneira geral.

Por mais bem detalhada que seja uma operação logística e o rastreamento de produtos, existe o índice de erro humano, por exemplo, e algo pode sair do controle. Todas as empresas estão sujeitas a lidar com essas questões; então, o ponto diferencial é como isso vai ser solucionado. E isso é exatamente o que a rastreabilidade de produtos propõe. Além de gerenciar as etapas, essa prática ainda ajuda na concepção de um manual de crise.

Tecnologia

Os avanços tecnológicos foram determinantes no desenvolvimento da rastreabilidade de produtos e em como ela é usada no mercado. Isso tudo começou aproximadamente com a aplicação dos códigos de barras no início dos anos 1980 com o objetivo de manter atualizadas as quantidades disponíveis em estoque, automatizando as informações repassadas aos clientes.

Em atividades que precisam de rapidez, o destaque fica por conta da tecnologia que é considerada decisiva, a  RFID (Radio-Frequency Identification) que se utiliza de tags segmentadas e equipamentos extremamente avançados na hora de fazer uma leitura de informações em longas distâncias. Em armazéns de marcas renomadas, esse sistema já é usado e otimiza o controle de estoque com um simples toque.

A atenção especial gira em tono de objetos mais delicados, que precisam de uma rastreabilidade muito elaborada. Um exemplo disso está em joias, que são peças sensíveis: qualquer falha compromete o processo de venda ou um produto que pode causar danos à saúde do consumidor.

Ferramentas do processo

Agora que você já conhece a importância da rastreabilidade de produtos, deve estar curioso sobre como colocá-la em prática, não é mesmo? Existem algumas ferramentas usadas nesse processo que são definidas conforme as necessidades da empresa e as tecnologias disponíveis. Veja a seguir alguns exemplos!

Gerenciamento de ativos

Quando falamos em ativos, é importante deixar claro que são aqueles produtos que ficam de posse do fabricante ou da empresa. Na prática, isso envolve as máquinas responsáveis pela produção, os armários de estoque, as ferramentas e vários outros elementos que podem ser controlados.

O método mais usado, aqui, para acompanhar as operações e levantar informações valiosas é a radiofrequência. Com isso, o gestor consegue saber a localização de cada prateleira e traçar suas estratégias de maneira segmentada, conforme as principais falhas reportadas anteriormente com a intenção de reduzir custos e evitar extravios.

Gestão de estoque

Com um estoque cheio de produtos, é essencial identificar quais processos podem trazer a otimização tão desejada. Em conjunto com os códigos de barra, por exemplo, outras formas de rastreamento são fundamentais para determinar a quantidade de produtos que devem ser fabricados ou adquiridos. Com esse número em mãos, o controle de qualidade passa à próxima etapa operacional na rastreabilidade.

Manufatura automatizada

Atualmente, em linhas de montagem mais complexas, o rastreamento é parte fundamental do trabalho. O RFID é muito importante para documentar todo o caminho percorrido pelo produto e levantar as informações relevantes. A partir disso, depois que os itens chegam ao destino, os códigos de barras passam a ser os responsáveis pelo seu monitoramento.

Conte com uma equipe qualificada em logística

Adotar a rastreabilidade de produtos é essencial na organização interna e na credibilidade da empresa diante do mercado e dos clientes. Para que esse processo seja feito com a tecnologia adequada e de maneira personalizada, você deve contar com a ajuda de uma equipe qualificada em logística.

Ao encontrar, por exemplo, uma empresa que atue diretamente no gerenciamento de negócios e ofereça soluções pensando no seu produto, de forma específica, o cuidado desde o início, na sua produção, até o fim, com a entrega ao cliente, acontece de maneira estratégica e eficiente.

Agora ficou claro como a rastreabilidade de produtos deve ser realizada. O mais importante é investir em tecnologia com o olhar experiente de uma empresa especializada em logística e que tenha as ferramentas necessárias para que as informações fiquem organizadas.

Gostou das informações do artigo? Então assine nossa newsletter e fique por dentro de outras novidades do setor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo