tecnologia rfid

Tecnologia RFID: saiba o que é e como usar na logística

A modernização da cadeia logística tem um papel fundamental para proporcionar avanços significativos na empresa como um todo. Por isso, é importante que você, gestor, conheça as principais tecnologias que temos atualmente para as mais diferentes etapas dos processos.

Uma das que mais têm sido utilizadas e que promove benefícios significativos é a tecnologia RFID. Por meio de radiofrequência, você consegue proporcionar um melhor controle logístico e, também, experiências do cliente diferenciadas.

Saiba mais a seguir!

O que é a tecnologia RFID?

RFID é a sigla para Radio Frequency Identification (ou, em português, identificação por radiofrequência). Assim, é uma tecnologia que utiliza ondas de rádio para permitir a identificação individual de cada produto e facilita o rastreamento delas, principalmente, no processo de transporte dos itens no dia a dia.

Ele utiliza as seguintes ferramentas para ser implementado de forma adequada:

  • etiquetas destinadas para esse tipo de tecnologia;
  • impressoras focadas para RFID;
  • antenas e leitores de tecnologia RFID;
  • sistema de gestão para o gerenciamento dos dados emitidos.

Nas etiquetas, são registradas as informações do item, tais como:

  • número de série;
  • lote;
  • dados do fabricante.

As etiquetas são dotadas de um chip que recebe os dados e os identifica individualmente. O leitor, assim, lê as informações, que podem ser registradas facilmente nos sistemas de gestão de armazéns, por exemplo, auxiliando nos processos de entrada e saída deles. Além disso, eles cumprem um papel importante também para o rastreamento, evitando extravios, perdas e auxiliando em casos de furto ou roubo de itens.

Ele difere do código de barras porque não há necessidade de contato físico próximo entre leitor e etiqueta, o que permite uma análise dos dados mais ágil e, ao mesmo tempo, controle à certa distância.

Quais são as vantagens de utilizar a tecnologia RFID na logística?

A tecnologia RFID pode ser utilizada para otimizar e modernizar processos logísticos importantes para as organizações. Por isso, vamos mostrar, a seguir, as principais vantagens em seu uso e identificar de que forma ela pode impactar positivamente seu negócio.

Melhora rastreamento

A tecnologia RFID é muito útil e utilizada, principalmente, para rastreio dos itens em transporte. Com o seu uso, é possível fazer o rastreamento de objetos em tempo real. Isso porque os equipamentos presentes na movimentação de cargas também possuem leitores compatíveis com essa tecnologia.

Assim, se um item apresentar determinada distância e o veículo outra, pode representar um extravio ou furto, sendo possível acionar as autoridades competentes e tentar resolver a questão rapidamente, tentando reverter a situação.

Facilita a entrada e saída de itens

Por meio dos leitores de RFID, é possível ter uma maior facilidade no registro de entrada e saída dos itens nos armazéns. O leitor faz a codificação da identificação e, automaticamente, as informações contidas na etiqueta sobre o produto são registradas no sistema, apontando sua entrada.

Da mesma forma, também opera no ato de saída, indicando o momento no qual o item está sendo levado para transporte, cruzando os dados com a identificação da frota. Assim, fica registrado no sistema o momento exato do transporte e qual o veículo que está levando o item.

Auxilia na prevenção a falsificação

Outro ponto importante é que, como as etiquetas RFID possuem as informações sobre o produto, são uma forma de atestar que determinado item é verdadeiro. Com isso, evita-se que itens falsificados sejam vendidos como verdadeiros e, ainda, prejudiquem a imagem da sua empresa no mercado. Por isso, utilizar-se dessa possibilidade pode ser uma forma interessante de minimizar problemas.

Como utilizar a tecnologia RFID na logística?

Para que a tecnologia RFID seja utilizada na logística, é fundamental que você saiba como aplicá-la da forma correta. Sua adoção pode passar por diversos processos logísticos internos, trabalhando com vários pontos da cadeia de suprimentos.

Mostraremos algumas formas de implementá-la adequadamente, a seguir. Acompanhe!

Faça o planejamento adequado

Como toda mudança, é necessário que essas questões sejam feitas de forma adequada. Para isso, exige-se que o processo seja definido previamente com os envolvidos. Isso demanda pensar em algumas questões, tais como:

  • quem serão os responsáveis pelo processo de adequação;
  • qual o cronograma de mudança;
  • qual o orçamento disponível;
  • quais as tecnologias de implementação, entre outros pontos.

Escolha o tipo de etiqueta

Temos 3 tipos de etiquetas RFID, como veremos a seguir.

Passivas

Possuem maior vida útil e apenas recebem a resposta do sinal eletromagnético enviado pela base. São utilizadas em menor distância.

Semipassivas

Funcionam com baterias e são acionadas por meio da leitura do leitor, sem gerar novos sinais de radiofrequência, podendo atuar em maiores distâncias.

Ativas

São aquelas que possuem bateria interna e são utilizadas para ações de maior complexidade no dia a dia. Podem ser utilizadas mais em estoques de alta rotatividade.

Adquira os equipamentos necessários

No início deste artigo, falamos sobre os equipamentos necessários para que a tecnologia RFID funcione. E isso demanda investimento. É necessário ter as etiquetas com o microchip adequado, leitores e a implementação das soluções necessárias para registrar as informações.

Treine os colaboradores

A adoção da tecnologia RFID demanda que os profissionais estejam devidamente preparados, para evitar falhas que possam comprometer os processos. Assim, é fundamental que você faça a preparação de todos que vão atuar tanto com a inserção de informações quanto com a leitura e o transporte das cargas.

Tenha os sistemas integrados para logística

Outro ponto importante é permitir que esses dados transitem entre os diversos processos logísticos da sua empresa. Por exemplo, quando o sistema permite a troca de dados entre armazém e transporte, bem como notificar o cliente, é possível que os dados desde a separação até a chegada a casa do cliente sejam atualizados em tempo real. Com isso, melhora a experiência dele, bem como garante maior fluidez para os profissionais que atuam nesse setor.

A tecnologia RFID é uma modernização importante dos processos logísticos. Sua adoção permite ter um maior controle das dinâmicas de entrada e saída de itens e, também, do rastreio deles. Por isso, é essencial considerar a possibilidade de sua adoção e trazer uma gestão logística mais eficiente.

Como falamos, essa tecnologia tem papel importante na rastreabilidade de produtos. Saiba mais sobre como garantir esse processo neste novo artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo