transit time

Transit time: o que é e como reduzi-lo? Entenda!

Você sabe o que é transit time? Não? Então, está na hora de aprender para que possa competir satisfatoriamente no mercado em que atua. Afinal, ele é relevante para o sucesso e a qualidade dos seus serviços. Isso porque, de acordo com uma pesquisa da Fundação Dom Cabral, os custos logísticos brasileiros atingem 12,37%, impactando de forma negativa o faturamento das empresas. Dessa porcentagem, 63,5% estão ligados ao transporte.

Logo, é imprescindível melhorar a estratégia de distribuição e logística. Por isso, trouxemos este artigo para que você aprenda a reduzir os gastos e a otimizar o transporte de cargas de seu negócio. Assim, confira o post a seguir e boa leitura!

O que é transit time e qual a sua importância?

O conceito de transit time é o intervalo para que uma mercadoria seja entregue após ser retirada da indústria, do armazém ou do centro de distribuição. É esse período de tempo de deslocamento da partida ao destinatário, medido em horas e dias. No entanto, isso é variável porque dependerá da rota e do modal de transporte, entre outros fatores.

Na verdade, ele é um indicador logístico de desempenho importante, pois faz parte das etapas do ciclo do pedido e do nível de serviço oferecido aos clientes. Logo, deve atender as necessidades e expectativas deles. Portanto, não pode haver falhas nos processos logísticos que acarretem atrasos nas entregas, mau dimensionamento do estoque e problemas nos processamentos dos pedidos, tampouco na separação dos produtos, na comunicação e na escolha do modal.

Dessa maneira, o valor logístico está em ofertar ao consumidor a quantidade, o produto, o lugar, a condição, o prazo e a informação de forma correta. Do contrário, isso prejudicará a imagem da empresa no mercado e com os consumidores.

Por exemplo, se uma entrega precisa ser realizada em 10 ou 15 dias, é necessário considerar o tipo de mercadoria, o tempo de trânsito dela e o modal de transporte, para que seja efetivada com segurança e no prazo determinado.

Como o transit time é calculado?

Para diminuir o tempo do ciclo do pedido, é indicado utilizar um indicador de desempenho, como o Order Cicle Time (OCT), que mede o tempo total. Este é medido desde quando foi solicitada a coleta até a entrega. Ele demonstra para a empresa o prazo geral da experiência de compra do cliente até o recebimento. Assim, para fazer o cálculo, é preciso seguir a fórmula abaixo. Com o resultado, você encontrará oportunidades de melhorias para que a operação fique mais eficaz.

OCT = [∑ n° total de pedidos*(data da entrega – data do pedido)] / n° total de pedidos.

Como reduzir o transit time?

Depois de calculado o KPI, é relevante reduzir o transit time, mas isso não é simples e deve seguir critérios para não trazer prejuízos ao negócio. Entretanto, existem algumas dicas para serem aplicadas e alcançar o objetivo, veja a seguir.

Entenda o transit time da empresa

Levante com seus colaboradores o tempo de entrega atual considerando as regiões, tipos de cargas, clientes, rotas etc. Procure obter o máximo de dados para que você tenha uma visão clara da situação, assim saberá o tempo gasto na operação para implementar melhorias.

Defina uma estratégia

Agora que você entendeu o funcionamento da operação, avalie os pontos frágeis e que requerem modificações. Um exemplo pode ser a manutenção dos veículos ou o controle de trânsito deles. Enfim, estipule quando e como deve ser realizado.

Invista em modernização de processos

O uso da tecnologia se tornou imprescindível para qualquer negócio. Logo, se deseja ter mais eficiência, você tem que aplicá-la em sua empresa. Afinal, ela traz segurança, agilidade, produtividade e eficiência em todas as fases.

Ao automatizar os processos, as mercadorias são despachadas e entregues mais rápido. Além disso, todas as etapas são monitoradas em tempo real pela empresa e cliente. Consequentemente, o serviço fica transparente para todos.

Faça manutenções periódicas

Para que não haja imprevistos nas estradas com quebras de peças, a manutenção precisa ser realizada periodicamente. Por isso, estipule uma programação para que você tenha um controle dos consertos da frota e do funcionamento dos veículos. Desse modo, conseguirá antecipar problemas mecânicos, reduzir custos e prolongar a vida útil dos automóveis.

Implante a roteirização de cargas

Com a roteirização de carga, você obterá melhores trajetos tanto para as coletas quanto para as entregas das mercadorias. Com ela, minimizará gastos, tempo, terá maior segurança, qualidade e produtividade. Esse processo é importante na logística para que as empresas atendam os clientes com maior rapidez e menos despesas para eles.

Promova uma separação de pedidos eficiente

A etapa de separação de pedidos compreende a armazenagem e a distribuição para seus consumidores de acordo com a característica do produto. A princípio, pode parecer simples, mas se feita incorretamente gerará impactos negativos. Por isso, realize todas as conferências de documentos, pedidos, mercadorias e o que mais for fundamental.

Considere o planejamento logístico

No planejamento logístico, determine como o negócio distribuirá as cargas aos clientes, seguindo todas as fases do processo. Isso é essencial para o sucesso, já que a organização deverá alcançar o seu objetivo, sendo um deles a satisfação dos consumidores. Dessa forma, trace um caminho para que as operações sejam ágeis, baratas, com qualidade e segurança.

Determine o canal de distribuição

Estipule quais serão os canais de distribuição que você usará para que as mercadorias cheguem a seus compradores. Sua finalidade é fazer com que os itens estejam nos destinatários no tempo certo, com a especificação, local e quantidade pedida.

A saber, o canal de distribuição faz parte da gestão e corresponde aos setores de logística e marketing. O primeiro está relacionado com a circulação física da carga e o segundo é uma estratégia de como os clientes encontrarão o artigo. Portanto, estruturar essa área é primordial, já que sem ela haveria dificuldades de alcançar o público-alvo, reduzindo as vendas.

Implemente o vale-pedágio

Pode não parecer, mas o tempo gasto parado no pedágio atrapalha o prazo de entrega. Sendo assim, insira o vale-pedágio para reduzir o tempo de trânsito. Ao pagar adiantado, o caminhoneiro agilizará a viagem, você terá mais controle desse gasto e mais segurança na operação. Também evitará perda de dinheiro com retorno dos trocos.

Enfim, promova o transit time para que a gestão logística fique mais eficiente e obtenha um KPI, de forma que estimule a melhoria constante em sua empresa. Afinal, os índices de desempenho são ferramentas essenciais para o bom andamento do negócio e da competitividade no mercado.

Gostou do artigo? Se deseja outras maneiras de melhorar seus serviços, siga-nos no LinkedInFacebook e Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo