perda de estoque

Estratégias para contabilizar e minimizar a perda de estoque

Em um negócio, existe a necessidade de entender e analisar quais são os principais fatores que provocam a perda de estoque, além de avaliar como é possível evitar esse gargalo. Afinal, quando isso ocorre, a empresa conta com prejuízos financeiros, bem como corre riscos de perda de vendas, de desperdícios de itens e de diminuição da lucratividade, além de ser um indicativo de que existem investimentos em produtos indevidos. Ou seja, não há um controle histórico das vendas da organização.

Por essa razão, elaboramos este material para que você entenda como é possível contabilizar e minimizar essa perda, a fim de que não ocorram prejuízos parecidos em seu negócio. Continue a leitura e saiba mais!

O que pode ocasionar a perda de estoque?

Primeiro, é importante entendermos o que pode ocasionar a perda de estoque. Entre as causas mais comuns destacam-se furtos por parte de colaboradores do negócio, especialmente quando não há controle de acessos ao local onde ficam armazenados os itens de sua empresa.

Além disso, avarias são muito comuns e podem ocorrer antes mesmo de os produtos chegarem na estrutura física da empresa. Por essa razão, é importante ter um controle preciso dos transportadores e sempre optar por fornecedores de qualidade, independentemente da etapa do processo.

Deve-se destacar, ainda, a possibilidade de ocorrência de falhas gerenciais. Seja qual for a área do seu negócio, uma boa gestão influencia tanto na produtividade de profissionais quanto na lucratividade da empresa. Quando mencionamos sobre perda de estoque, estamos nos referindo a um erro que pode reduzir os ganhos da sua empresa. Nesse sentido, erros gerenciais estão muito ligados à ausência de processos ou à dificuldade de buscar por ferramentas que otimizem o trabalho como um todo.

Como evitar a perda de estoque?

Agora que você já está por dentro de algumas das principais causas da perda de estoque, chegou o momento de identificarmos algumas sugestões para evitar esse problema. Veja!

Garanta a identificação dos produtos

A primeira sugestão é garantir a identificação dos produtos, principalmente no que diz respeito ao recebimento e ao controle de saída dos materiais. No momento em que ocorrem as entregas dos itens em seu negócio, é importante ter o entendimento de quais são os produtos esperados para aquela oferta, avaliar as notas fiscais de recebimento, os valores, entre outros pontos importantes.

Para isso, é essencial que haja uma padronização nas entregas e que você tenha pessoas específicas e preparadas para essa atividade. Isso evita que um profissional não acostumado a fazer as devidas análises seja demandado para essa finalidade, além de garantir que todas as informações sejam registradas de forma efetiva.

Consequentemente, a empresa poderá facilmente consultar quais são os produtos disponíveis em estoque, evitando que peça novamente itens que já estão presentes na estrutura física do negócio.

Invista em um sistema de gestão integrado

A automatização contribui para diferentes áreas de uma empresa. Inclusive, para evitar a perda de estoque. Além da chance de criar estratégias precisas para os processos do negócio, ela possibilita atualizações em tempo real e facilidade de acesso a dados e relatórios, além de proporcionar ganho de produtividade para todo o time responsável por essa demanda na empresa.

Para uma escolha adequada de um sistema que atenda às suas necessidades e à realidade da sua empresa, alguns cuidados devem ser tomados. Entre eles, destacamos:

  • faça um benchmarking com outras empresas que tenham uma realidade semelhante à sua;
  • opte por um sistema cujas funcionalidades se adaptem ao que você precisa;
  • analise o custo-benefício do produto;
  • entenda como é o suporte oferecido pelo fornecedor, especialmente no período de implementação.

Aplique e acompanhe indicadores

Indicadores são essenciais para que a empresa possa analisar se as suas estratégias de fato estão surtindo efeito e se há necessidade de implantar melhorias em algumas das etapas do negócio. Entre os indicadores para o controle de estoque mais comuns, destacamos:

  • giro de estoque;
  • cobertura de estoque;
  • ruptura;
  • ponto de pedido;
  • capacidade de estoque;
  • tempo da doca ao estoque, entre outros.

Quando há esse controle, consequentemente, a empresa tem a oportunidade de conseguir um entendimento maior sobre as mercadorias, de modo que opere com uma gestão eficiente que atenda às necessidades de seu público independentemente da sazonalidade.

Tenha um inventário de estoque

Um inventário de estoque nada mais é do que um sistema de identificação, classificação e contagem de produtos que estão armazenados. Entre as vantagens de contar com essa ferramenta no dia a dia de seu negócio, destacamos especialmente:

  • a oportunidade de saber quais são os produtos existentes no estoque e se existe a necessidade de adquirir novos volumes;
  • possibilidade de realizar compras que sejam mais efetivas, de acordo com a disponibilidade dos itens em estoque;
  • contar com a chance de nortear as estratégias de vendas, especialmente no que diz respeito aos produtos que estão armazenados há mais tempo.

Inclusive, essa última dica é essencial para evitar a perda de estoque, justamente por trazer ações que sejam voltadas especificamente para materiais cujo fluxo de saída diminuiu no período analisado.

Faça previsão de vendas

Por fim, recomendamos que se faça a previsão de demanda em seu negócio. Trata-se de uma estratégia que busca entender qual é a demanda da sua empresa, de modo que as decisões sejam baseadas mais em dados e menos em achismos. Nesse sentido, qualquer etapa de compras ou de saída de produtos da organização será registrada e levada em consideração em futuras negociações, o que torna os processos mais efetivos e, consequentemente, aprimora os resultados.

Para isso, é essencial conhecer e analisar os diferentes métodos de previsão e dimensionar o estoque de forma adequada, além de contar com uma comunicação alinhada entre setores — bem como acompanhar o cenário de estoque de forma periódica por meio de seus sistemas contratados.

Neste conteúdo, você pôde entender as principais causas que provocam a perda de estoque, conferiu algumas práticas a serem adotadas e analisou dicas práticas para escolher as ferramentas que melhor se encaixam nas suas necessidades. Como vimos, contar com parcerias que tenham expertise em logística será fundamental para que esses e outros gargalos sejam evitados.

Gostou do texto? Para ficar por dentro de outros materiais como este, assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos em sua caixa de entrada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo